Transtorno de Ansiedade

Ansiedade - Clínica Íntegra

O Que é Ansiedade?

A ansiedade é um sintoma geralmente utilizado como sinônimo para um espectro de transtornos mentais caracterizados como Transtornos de Ansiedade. Nesses a ansiedade por ter papel central como nos Transtorno de Ansiedade Generalizada e Transtorno de Pânico ou ocupar um papel importante e relevante como nos casos de Fobias, Ansiedade Social, Estresse Pós-Traumático, Hipocondria, Transtorno Obsessivo-Compulsivo e etc. Essas síndromes ansiosas possuem um impacto muito relevante na vida das pessoas e representa um dos transtornos mentais mais prevalentes no mundo.

   Ansiedade nem sempre é sinônimo de doença e um certo nível de ansiedade é importante para a manutenção de uma atividade adaptativa mínima. No entanto, se você sente que tem apresentado sintomas ansioso excessivos, na maior parte dos dias e com sentimentos de angustia, tensão, preocupação e irritação é importante procurar ajuda especializada.

Quais os sintomas do Transtorno de Ansiedade Generalizada?

Entre os transtornos ansiosos o Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), talvez seja o mais comumente chamado de Ansiedade. Entre os sintomas principais nota-se quadros de sintomas psíquicos com insônia, dificuldade em relaxar, angústia constante, irritabilidade aumentada e dificuldade de concentração muitas das vezes associados a sintomas físicos como cefaleias, dores musculares, taquicardia, tontura, formigamento e sudorese fria.

   Como muitos dos transtornos mentais há um gradações para esses sintomas e, tão logo comece a apresentar algum deles, vale a pena procurar avaliação profissional.

Ansiedade tem tratamento?

A resposta é sim. No entanto, para um tratamento adequado é preciso uma avaliação de um médico psiquiatra e um psicólogo para que possa ser pensada a melhor forma de realizar o seu cuidado. Essa avaliação permite que possa ser aventada a necessidade ou não de fazer uso de alguma medicação, o período, se há outras comorbidades associadas e a abordagem psicoterápica.

   Um olhar integral do indivíduo e uma abordagem integrativa são preciosas ferramentas de auxílio nesse processo através de um modelo Biopsicossocial somado a abordagem da Espiritualidade e da singularidade de cada paciente.